domingo, 22 de maio de 2011

Saída à francesa

Em artigo escrito no Estadão, o eminente jurista e tributarista Dr Ives Gandra Martins comenta a recente decisão, mais do que justa, do STF, quanto à equiparação jurídica das uniões civis, tanto hetero quanto homossexuais. O Dr Ives Gandra, com todos seus títulos e conhecimentos, enquanto jurista escreve muito bem, mas quando o assunto resvala nas doutrinas da Igreja, ele deixa de escrever como jurista para escrever como católico e membro da Opus Dei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário